Saiba como entender o comportamento do seu cliente


O mercado está cada vez mais competitivo e as empresas precisam de todo o tipo de diferencial para manterem suas vendas em um nível que sustente o negócio e permita bons lucros.
 
O investimento em propaganda vem mudando substancialmente nos últimos anos e isso se deve a uma razão muito simples: o consumidor não é mais o mesmo!
 
Enquanto em tempos passados a simples exibição de um produto de qualidade já era suficiente para atrair compradores, hoje em dia as pessoas têm amplas opções de pesquisas e comparações, especialmente pelo advento da internet. E isso realça a importância de entender o comportamento do seu cliente antes de sequer pensar em vender.
 
Quer entender mais sobre o assunto? Confira o texto a seguir:
 
Estude o seu público-alvo
 
Aprendemos desde cedo que quanto mais estudamos, mais bem sucedidos seremos. Embora na escola isso nem sempre seja verdade, na vida dos negócios isso acontece de fato.
 
Estudar o comportamento do consumidor é essencial para você saber ao certo onde focar seus esforços e oferecer os serviços e produtos exatamente como ele espera (ou até melhor, superando suas expectativas).
 
Adapte-se aos novos comportamentos
 
Entender o seu público-alvo é importante, porque hoje, como falamos, existe uma nova modalidade de cliente. Enquanto no passado o vendedor era o detentor das informações e podia dissertar por horas sobre as características de um produto ou serviço, nos dias de hoje isso é inútil.
 
Não adianta maquiar nem inventar nada de belo: o consumidor pode checar, fazer comparativos, descobrir reclamações e muito mais em poucos segundos. E se há alguns anos ele precisava ir para casa checar em seu computador, hoje ele o faz em tempo real, na frente do vendedor, em seu smartphone.
 
Compreendeu como vender para essa pessoa se tornou algo mais complexo e estratégico?
 
Tenha estratégias direcionadas
 
O comportamento do consumidor está intimamente ligado a fase que ele está passando em sua vida. Mas o que isso quer dizer? Que basicamente seus padrões dependem de diversas características que você pode analisar. Em termos imobiliários, por exemplo, isso é de uma utilidade incrível.
 
Vamos a um exemplo do público jovem atual: eles priorizam a vida profissional, optam por casar cada vez mais tarde e muitos deles nem pensam em ter filhos. São altamente conectados e não é raro que passem o dia todo checando a internet em seus gadgets.
 
O que isso quer dizer? Esses clientes em potencial com certeza darão preferência para imóveis pequenos (pois não pensam em família em curto prazo) e próximos a áreas centrais (permitem maior proximidade do trabalho). Além de tudo, anúncios tradicionais como jornais não surtirão tanto efeito. Já investir em redes sociais pode contribuir demais para aumentar o número de negócios. Ou seja, não há sentido em aumentar sua carta de imóveis com mansões e casas belíssimas em subúrbio, se o seu público-alvo for mais novo.
 
Ofereça questionários, estude o mercado e entenda o comportamento dos seus clientes. Todo consumidor tem suas necessidades e desejos e seu objetivo é identificá-las para que você ofereça sempre os melhores atendimentos e ofertas. Dessa forma, você dá um pulo na frente da concorrência e tem muito mais chances de conquistar novos clientes!

Fonte: http://blog.bemdireto.com.br